06 novembro 2017

ENCAMINHANDO CURRÍCULO | Endereços Cias Aéreas

Olá mores, turubom???


Muita gente me pergunta se há outro meio de encaminhar o currículo, seja para vaga de Agente de Aeroporto ou Comissário(a) de Bordo. Então resolvi pesquisar e separar os endereços das principais Cias Aéreas, boa sorte!
SEGUE:
LATAM Cargo (Carga) – Grupo LATAM
Aeroporto Internacional de Viracopos – Rodovia Santos Dumont, Km 66 – s/nº
Sistema Viário Principal – Lado Esquerdo s/nº – Bairro Viracopos
CEP 13051-970 Campinas/SP
www..latamcargo.com
Avianca do Brasil (Pax/Carga)
A/C Depto de Seleção de Tripulantes
Avenida Washington Luiz, 7059 – Jd. Aeroporto
CEP 04627-006 – São Paulo/SP
www.avianca.com.br
CADASTRE SEU CURRÍCULO.
Azul Linhas Aéreas (Pax/Carga)
A/C Depto de Seleção de Tripulantes
Av. Marcos Penteado de Ulhoa Rodrigues,939, 8 ºAndar, Ed. Jabotá
CEP 06460-040 – Barueri/SP
www.voeazul.com.br
GOL Linhas Aéreas Inteligentes (Pax/Carga)
A/C Depto de Recrutamento e Seleção
Rua Tamoios, 246 – Jardim Aeroporto
São Paulo/SP – CEP 04630-000
www.voegol.com.br
CADASTRE SEU CURRÍCULO
Map Linhas Aéreas (Pax)
A/C Seleção Currículos
Av. Santos Dumont, 1350 – Aeroporto Internacional Eduardo Gomes – Hangar I/II
Tarumã – Manaus – AM – CEP 69041-000
www.voemap.com.br
Passaredo Linhas Aéreas (Pax/Carga)
A/C Depto de Recursos Humanos
Av. Thomaz Alberto Whately S/N
Setor de Hangares – Jardim Aeroporto
CEP 14078-550 – Ribeirão Preto/SP
www.voepassaredo.com.br
rh@voepassaredo.com.br
LATAM Linhas Aéreas (Pax/Carga)
A/C Depto de Recrutamento e Seleção
Rua Ática, 673 1° Sub-solo
CEP 04634-042 São Paulo/SP
www.tam.com.br
CADASTRE SEU CURRÍCULO.
TOTAL Linhas Aéreas (Pax/Carga)
A/C Depto de Recursos Humanos
Avenida Cristiano Machado, 1733 – Cidade Nova
Belo Horizonte/MG – CEP 31170-800
rh@total.com.br
www.total.com.br

UM CÉU DE BEIJOS! :*

25 outubro 2017

Cuide de quem decidiu ficar — isso que realmente importa!

Foto Reprodução | Tumblr

Aprenda a diferenciar quem decide ficar e quem só fica quando quer. Saiba diferenciar também quem decide ficar por vontade própria ou por interesse. Há pessoas que simplesmente não se importam e partem, há pessoas que se importam tanto e ficam naturalmente, sem forçar. Permanecer ao lado de alguém nos dias atuais requer coragem, coragem para deixar de lado todas as outras pessoas que não acrescentam em nada, que só estão ali para alimentar o seu tesão e ego. Sugam sua energia num momento bom e é só. 

Então, já experimentou alimentar tudo isso e mais tantos outros sentimentos compartilhando momentos únicos com aquela determinada pessoa? Principalmente em tempos onde todos parecem insensíveis. Precisamos ter a sabedoria de diferenciar quem realmente está em sintonia. Saiba reconhecer o valor de quem deseja a sua companhia. De quem se preocupa com a sua felicidade. De quem sabe estar presente nos instantes alegres, mas também nas angústias de domingo. Aquela pessoa que te estende a mão não só nos momentos que convém, mas nas atitudes perante a uma vida de altos e baixos.

Preserve bem estes. Saiba ser recíproco. Porque hoje em dia se ausentar é sempre tão mais fácil. Laços são desfeitos no primeiro problema, na primeira decepção, as pessoas se tornam descartáveis porque estão em busca de pessoas perfeitas. E posso te afirmar, é o que a maioria aprendeu a fazer. Quer dizer então que se deixam disponíveis somente nas horas que lhes convêm? Sim. Que tempos são esses? Você se questiona. A estrada é tão longa, mas passa tudo tão depressa e ninguém percebe que o mais importante é se tornar especial na vida de alguém.

Por isso que eu digo, entre amigos e amores, cuide de quem decidiu ficar. Principalmente nessa fase idiota onde tantos só sabem partir.

Por Eduarda Iannuzzi

15 outubro 2017

Para onde foram as pessoas interessantes?


Foto Reprodução | Tumblr


Conversa boa. Sem compromisso. Histórias da vida, histórias do próprio cotidiano, troca de carinhos, e até compartilhamentos de pensamentos, mesmo que sejam opostos. Também tem a troca de ideias... Nossa! Isso é raridade. Planejamento, então, nem se fala. Querem estipular regras quando a vida mesmo dispõe de momentos que não são aproveitados. Ficam pensando em rotular e na hora de se importarem, somem. Eita geração doida essa, hein?! Gostam, mas nem tanto. Querem, mas nem tanto. São tantas opções, não é mesmo? Quanta gente gulosa, eu diria. Mas em troca de quê? De um amasso a mais, um elogio a mais, ou melhor, uma frustração a mais. 

E isso porque fingem. Fingem não gostar, fingem desapegar, fingem satisfação pessoal... Só que na primeira oportunidade sozinhos, a ficha cai, a emoção toma conta e aquilo já passou. Já era. Tarde demais. Consequentemente entram no mesmo ciclo sem fundamento até se esbarrarem com a falta de opção. Surgem pensamentos de arrependimento. “Droga! Mas eu fiz tudo certo. O que aconteceu dessa vez?” Ego que se chama, né? Tudo cai na mesmice. Em contrapartida, a pessoa que foi iludida e/ou enganada está se perguntando: “Para onde foram as pessoas interessantes?”  

Eu te digo agora, as pessoas interessantes estão fazendo essa mesma pergunta, achando que são os problemas da época. E sabe o que acontece? Cismam em dar valor a pessoas desinteressantes, apelam em desculpas a falta de caráter alheia e forçam o que não encaixa. Acham que não encontram as pessoas interessantes porque não acreditam que elas existem. Enquanto isso o tempo passa e os  não se esbarram. O tal ruído da desvalorização interna. Uma pena...

Temos que entender que nem todo mundo pretende ser interessante. Aprender também, que nem todo mundo vive, alguns só existem. No entanto, temos que respeitar. Nem sempre a energia bate, é normal. O que não devemos é deixar essas pessoas em nosso caminho, é perigoso demais viver uma vida morna. Afaste-se! Não pegue-as como exemplo. Quer uma dica? Lembre-se que o que te faz mal, não te acrescenta, só atrapalha. O destino só reserva o encontro de almas quando somos interessantes para nós mesmos. E a partir disso, estamos prontos para dividirmos interesses por aí.

Por Eduarda Iannuzzi

06 setembro 2017

RESENHA: FILME "AMÉLIA" | A comovente história da Mulher do Ar!

Olá mores, turubom????

Na madrugada de domingo para segunda dessa semana, assisti o filme "Amélia" e me encantei. Uma história super diferente de tudo que já tenha visto por aí, um misto de aventura e satisfação por voar. Por isso, trouxe a minha visão sobre o que vi e quero muito que vocês vejam e sintam essa emoção também!

Foto Divulgação | Google Imagens

Sabe aquela música que Amélia era mulher de verdade e não tinha a menor vaidade? Pois bem, até nisso o filme me surpreendeu. Ela não só tinha vaidade externa, dona de um estilo impecável, como a vaidade de interna, aquela que eu chamo de "segurança em si mesma". Sabe por quê eu digo isso? Porque Amélia Eahart foi a primeira mulher a cruzar o Atlântico pilotando um avião. Surreal, né? Na época ela se tornou uma celebridade de respeito, e, se depender de mim, é até hoje. Ela é corajosa ela rs


Além de pilotar, ela elevou a figura feminina ao céu. A partir disso, a aviação nunca mais foi a mesma. Os pensamentos masculinos engoliram a seco a capacidade desse ser humano, estrelado por Hilary Swank, descobrir novos mundos. Tudo bem que ela era uma mulher bem tímida no começo do filme, mas conforme foi ganhando confiança, nada punha limite em seus sonhos. E aí eu te digo, sem mais nem menos, que seu par romântico, representado pelo "homão da porra", Richard Gere, deu um show como empresário e incentivador das suas surpreendentes viagens pelo mundo a bordo da máquina Lockheed Vega 5b.


Foto Divulgação | Google Imagens



Eu, literalmente, viajei no filme. Filmagem impecável e um tanto quanto motivador. Só em saber que há tanto tempo atrás (anos 30) uma mulher foi tão revolucionária assim, meus olhos brilham de felicidade. Resumindo a mensagem que o filme me deixou foi que os sonhos devem existir para serem realizados. E um trecho do filme que exemplifica bem isso é: "Todos nós temos oceanos a cruzar desde que tenhamos coragem para fazê-lo". 


Foto Divulgação | Google Imagens



Além de bater recordes em sua vida, ela deixou marcas positivas para os amantes da aviação. Com toda a certeza do mundo foi: "A mulher do Ar". Assistam, tem no Netflix! Filme de 2009 e que ultrapassa datas e gerações! Valeu a minha madrugada assistindo e a minha madrugada aqui, escrevendo para vocês.

Um céu de beijos! :*

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...