05 janeiro 2015

Mara Dias - Mandala Art

Olá, povo lindo! Tudo bem?

Vamos começar o ano aqui no blog com muitas energias positivas? Então se liguem só nessa arte, nessa entrevista e nessa pessoa tão iluminada que achei pelo instagram! Fiquei encantada como trabalho dessa menina!



Nome completo: Josemara Aurélio Félix Ferreira Dias
Profissão: Universitária
Local onde mora: Natal/RN - BRASIL
Idade: 24 anos

1) Me conte um pouco da sua história até chegar ao artesanato/pintura das mandalas?

Salve toda paz e amor, amor e paz! rs, desde criancinha que eu me identifico muito com as cores e com desenhos, ficava encantada com as ilustrações de uns livros de criança que eu tinha, histórias infantis geralmente possuem aquele encanto e magia de cor, todas aquelas cores que fazem o olho brilhar e quase saltar de tanta alegria. Aos 10 anos de idade eu tinha vários lápis de madeira e caneta hidrocor colorida que eu ficava desenhando e pintando em papel de oficio A4, geralmente no chão da sala, e recordo-me a bagunça que aquilo ficava canetinha e papel para tudo que é lado. Lembro-me quando tentei uma vez, ainda na infância pintar a parede do quarto com batom e logo fui repreendida por meu pai, rs, tempos bons. Sempre acreditei que o amor pelo que se faz, o amor dentro do peito é o que guia e ilumina a estrada, é o que torna a vida bela, o amor é um sentimento essencial e o que de melhor temos para compartilhar com os outros. Emane amor e receberá amor. Atualmente faço filosofia na UFRN e estou perto de concluir o curso, embora não tenha optado pelo curso de artes visuais, ainda sinto o chamado para fazê-lo, rs. Não é atoa que eu me interesse pelo campo de estudo da estética filosófica, rs. Bom, com uns 14 a 15 anos de idade conheci a pintura de Van Gogh, nada de estudo aprofundado e aulas de pintura que me explicassem sobre formas e técnicas usadas pelo pintor, mas a primeira vez que vi a tela “noite estrelada” eu me encantei, quando toca, toca, não é preciso muita explicação, basta senti-lo, e me encantei mais ainda quando descobri suas outras pinturas, no mesmo ano conheci Monet, o mais encantado artista impressionista que eu pude conhecer, e claro, logo me apaixonei. A atmosfera, os tons, a luz, o reflexo, e a mistura de cores... São inspirações pra mim, deleito a contemplar na visão do paraíso. Também admiro demais o trabalho do artista Alex Grey, fascinante a arte visionária, psicodélica e espiritual desse artista americano, extraordinário. Admiro demais também o trabalho lindo da artista australiana Elspeth McLean que tem como objetivo transmitir positividades as pessoas e utiliza a pintura de seus quadros também como meio de meditação. Observei que as formas geométricas estão em qualquer lugar e sempre gostei das mandalas, embora não soubesse o significado da palavra. No meio do ano de 2012 eu comecei desenhar mandalas nos horários vagos da universidade, o que surgia na mente eu ia rabiscando, resultado, vários desenhos madalicos nas páginas de quase todos os meus textos filosóficos, rs, tendo em mente o circulo como ponto central, as formas e as figuras geométricas, as figuras da natureza iam surgindo e eu me apaixonando por essa arte cada vez mais, comecei desenhar mandalas por inspiração de coração, cada traço que marcava o papel eu me sentia cada vez mais leve e com mais vontade ainda de fazer o próximo e mais e mais mandalas, fui seguindo a inspiração da alma e de lá pra cá não parei mais de desenhar mandalas, fui procurar significado, história, curiosidades, o conhecimento equilibrado sobre aquilo que te faz bem nunca é demais. Em 2012 comecei pintar mandala em telas, eu precisava sentir como seria agora usar tintas, que resultado sairia daquela experiência, e fiquei surpresa como as pessoas gostaram dela, fui descobrindo aos poucos, que a inspiração da alma a partir daquele dia eu não iria mais conseguir parar de pintar mandalas. No começo de 2013 criei a minha página no facebook para divulgar ainda mais o meu novo projeto/trabalho com a mandala art. A mandala como círculo mágico ou circulo da essência, tem me ajudado a superar varias decepções e tristezas que acarretaram meu caminho, a dor também faz parte da vida, cabe a nós evoluir com ela e nunca achar que a vida está acabada, já dada e finalizada, uma grande amiga filósofa, sábia e querida costuma me dizer que a vida é feita de reticencias, nada está acabado ou imutável, deixa ser. A mandala art, a minha arte com mandalas abriu espaços e renovou meu coração para muita coisa linda, para o despertar de um novo começo. Sou grata por viver e encontrei nas mandalas a forma de transmitir nas cores e na pintura a minha gratidão pela vida, por todas as formas de vida. Cada mandala que eu crio e pinto por encomenda é amor que transborda em meu peito, é amor, harmonia, equilíbrio e paz que eu desejo para a pessoa que vai recebê-la. A criação da mandala se dá quando conheço ao menos um pouco da essência da pessoa, dos seus gostos, isso me inspira a criar algo que agrade ao ser daquele que encomendou e que acreditou no meu sonho de criar e pintar para o mundo. Ao mesmo tempo em que pinto medito, amo, me auto descubro, reflito e desabrocho em criatividade, percebo o quanto ainda se pode criar, melhorar e crescer. Desenhar a mandala, contornar e colorir é uma grande terapia e sua magia ecoa nos quatro cantos do mundo, porque encanta e colore a vida, torna-a muito mais linda, rs. Que cada mandala ilumine um pouco o lar de cada um, que a pessoa possa olhar pra ela e ser capaz de sentir coisas boas e toda a pureza de alma que coloquei nela, nas formas, em cada cor.

2- O que mais te motiva a criar e a explorar cada vez mais esse dom? Alguém te ajuda nesse trabalho? 

Esse ano mais ainda (2014) eu recebi tantos elogios lindos, tantas mensagens de carinho e incentivo que eu sinto cada vez mais forte em meu coração o trabalho da mandala art brilhar, mas que ele possa encantar corações e encher nossa vida com as cores da alegria!!!!!!!!! O motivo de criar e explorar são o amor pela arte, pelas mandalas e cores...  Um amor e uma verdadeira inspiração por tudo que tem cor, pela natureza, pelos animais, por música, por nuvens, céu estrelado, mar, rios, lagos, florestas, piano... Sem dúvidas uma das maiores inspirações ao criar uma mandala é a música, escuto música todos os dias, escuto muita coisa, mas escuto com muita frequência o compositor e pianista americano Brian Crain, escutar ele é inspiração na certa, e os traços parecem fluir mais doce e livremente, também escuto muito o pianista polaco Frédéric Chopin, considero-o mais que um clássico, um gênio como poucos esses são os meus favoritos, embora aprecie muitos outros e outros estilos musicais. A motivação maior vem do coração. Do sentimento bom que as pessoas que estão incondicionalmente comigo e que eu amo cada segundinho mais emanam todos os dias pra mim, o olhar e a lambida no rosto dos meus três cachorros são também a força motivacional para seguir com esses projetos, o beijo da minha mãe, abraços, o vento tocar no rosto, um sorrido de um bebe... são tantas coisas lindas que temos na vida, não é mesmo?! Rsrs, Tudo isso é lindo, raro demais e um dia vai acabar, pela lei natural da vida ou não, então aproveite o que tem, aqui e agora, carpe diem!  EU pinto nas mandalas todo esse amor e encanto que tenho pela vida. Que a pintura transmita a essência de alma que há em meu ser, amor e gratidão de viver. A ajuda com a mandala art não é apenas de perto ou material, sem dúvidas ela é também astral. Que a força de dentro nos faça mover! Namastê.

3- Qual o seu maior sonho com esse projeto? O que ou quem mais te inspira para seguir em frente com ele?


Sonho que as minhas mandalas possam ao menos tocar o coração das pessoas e faze-las perceber a beleza da vida, através das cores a pura alegria do viver. Que mais e mais pessoas possam conhecer meu trabalho e quem sabe se identificar com o modo que vejo a vida e como conduzo a minha e com isso influenciar positivamente outros seres. O sopro efêmero do raiar do dia, é preciso valorizar as pequenas coisas que nos trazem alegria serena no dia a dia. Sonho pintar mandalas todos os dias, viver disso mais ainda, pintar em tudo que for possível, e desejo que surjam novos desafios e novas encomendas, é eu ficarei muito feliz que não falte encomendas, rsrsrsrs. O caminho está sendo percorrido, mas desejo que mais e mais pessoas conheçam meu trabalho e me façam uma visita, rsrs. Vejo claramente que o chamado para mandalar e pintar tem me ajudado a me reconhecer no mundo, me encontrar comigo mesma, como realmente sou, verdadeira, sensível, colorida, profunda e sonhadora. Minha mãe, meu pai, minha irmã, meus cachorros e meus amigos me ajudam a seguir em frente e estão o tempo todo do meu lado, eu não poderia ter tido a bênção e sorte maior por ter eles em minha vida.  Cito o poeta brasileiro Carlos Drummond de Andrade porque essa frase tem poder, como mais um desejo que tenho, compartilho-a com vocês: Que a felicidade não dependa do tempo, nem da paisagem, nem da sorte, nem do dinheiro. Que ela possa vir com toda a simplicidade, de dentro para fora, de cada um para todos.


Obrigada novamente, querida! O Blog da Iannuzzi entrou com o pé direito depois deste post! Axé, amor e luz sempre <3

Gostaram? Então clica aqui para entrar em contato com a Mara! :)


Bjks!
0

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...