10 agosto 2017

MINHA TRANSIÇÃO | Do Jornalismo para Aviação

Olá mores, turubom!? hahahaha



Minha primeira foto com esse ATR 72 - 500 maravilhoso <3



Mudei meu cumprimento, né? Quem me acompanha no meu novo canal do Youtube "Levantando Voo" (esse aqui) sabe que isso já está virando marca (e polêmica também, adoro!). Meu tema de hoje é tão lindo que já estou me preparando para chorar (oh minha fase emotiva). Querem saber como migrei do Jornalismo para Aviação? Bom, antes queria registrar que não deixei de ser Jornalista e nem deixei de gostar da profissão, antes que pensem, vai que... hahaha Para começar essa história mega surpreendente, que fique claro uma coisinha, a mudança vem de dentro para fora, ok? Tem todo um psicológico envolvido. Não pensem que de tudo sou doida, tem um grau de sanidade presente sempre.

Sou formada em Comunicação Social - Jornalismo desde 2014 e gosto de aderir o conceito de Comunicóloga. Pois foi isso que fiz durante meus estágios na época, me comunicar. Passei por mais ou menos uns 3 estágios confiáveis, dos quais aprendi muito, principalmente nos dois últimos em que lidei com o público. No início da minha faculdade eu queria escrever, trabalhar em redação, até pelo fato de aparecer na TV não ser o meu forte, gostava dos bastidores e não me sentia apta a ser repórter ou nada do gênero na frente das câmeras. Foi aí que consegui meu primeiro estágio e logo na editora da minha faculdade. Meu primeiro contato com Jornalismo. Sou grata por isso. 

Conforme foi passando o tempo, fui desejando o Jornalismo Esportivo. Saí do meu primeiro estágio, trabalhei de graça numa página do facebook só de meninas falando sobre futebol até que surgiu a oportunidade de trabalhar no Fluminense Futebol Clube. Ganhei uma bagagem de vida incrível, tanto negativamente como positivamente, meu primeiro contato lidando diretamente com o público. Nunca pensei que fosse capaz de me comunicar facilmente longe da escrita, tinha muita vergonha e fui perdendo naturalmente. Logo, não me via mais fazendo outra coisa. Paralelamente eu tinha o Blog da Iannuzzi por gostar muito de moda e ter cursado Jornalismo de Moda na faculdade, e a Raquete de Tênis, porque eu fui me interessando por outro esporte, já que o futebol é mega saturado. Fiz mil cursos de Jornalismo Esportivo e Mídias Sociais.

Assim que saí do Fluminense, foquei em moda e tênis. Surgiu dois freelas nas áreas, eu era Assistente de Mídias Sociais do Shopping Leblon e escrevia sobre tênis no site Tenis News, da Band, além de algumas notinhas para o jornal O! Lance. Consegui concluir meu TCC em "O Esporte Tênis na Mídia Online Brasileira". Que alívio! Foi extremamente difícil, o tênis ainda é um esporte muito elitizado e não muito comentado pela mídia online brasileira. Na época então...

Shopping Leblon cancelou o contrato e eu não aguentava mais escrever sobre Tênis virando madrugadas por causa do Australian Open. Eu não tinha vida, só vivia no computador. Então resolvi largar tudo e focar em alguma coisa específica. Tentei procurar Pós em Moda, Pós em Marketing, até que entrei no MBA Comunicação e Marketing em Mídias Sociais. Eu gostava, mas não estava motivada. E ENTÃO, o improvável aconteceu. Numa dessas "mandadas de currículo", a Gol Linhas Aéreas me chamou para entrevista de Agente de Aeroporto. Fiquei nervosa. Não sabia nada além de viagens... hahaha e o que aconteceu? Passei nos testes online e na dinâmica, não. Fiquei arrasada, me sentia inútil.

Pensei em cursar Turismo, procurei estágios em recepções de hotéis e no marketing dos aeroportos. E nada! Até que surgiu a vaga para Agente de Aeroporto, dessa vez na Passaredo Linhas Aéreas. Já estava bem mais preparada, pois só focava nisso. Se eu falar para vocês que eu me sentia muito bem nos aeroportos que pisava? Que a sensação era sempre de estar em casa, independentemente do local que fosse? Bom, a dinâmica e a entrevista da Passaredo foram no mesmo dia e na mesma semana me ligaram de Ribeirão com a melhor frase da minha vida até então: "VOCÊ FOI APROVADA". Fiz o exame toxicológico alguns dias depois e logo assumi o cargo com o Douglas e a Sarah que hoje, depois de quase 5 meses, são amigos que preciso ao meu lado sempre. Minha vida mudou completamente e hoje eu posso dizer que sou muito feliz trabalhando!

Que fique a dica, quando é para acontecer, demora, mas acontece quando você menos espera!

PRÓXIMA PARADA: DE AGENTE DE AEROPORTO PARA FUTURA COMISSÁRIA :)

To be continued...



3 comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...